31.8.05
volto já ;)

volto já: ainda agora cheguei e já temporariamente carrego no botão pausa; é só por uma semaninha, enquanto gozo as férias; até ao meu regresso...

Posted at 19:58 by enanenes
Make a comment  




29.8.05
Metrossexual

Metrossexual é um termo originado nos finais dos anos 90, pela junção das palavras metropolitano e heterossexual,  sendo uma designação fashion para um homem urbano que gasta grande parte do seu ordenado em cosméticos, acessórios e roupas de marca.

Foi usado pela primeira vez em 1994 pelo jornalista britânico Mark Simpson e foi aproveitado pelas revistas masculinas britânicas e norte-americanas para fazerem desta definição o seu público-alvo. Depois da sua utilização ter decrescido nos EUA, o termo foi reintroduzido em 2000 a par da diminuição dos tabus relativos à cultura gay (e com a qual este termo era frequentemente confundido).

Mas só em 2002 é que o termo se vulgarizou. Tudo começou com um novo artigo de Mark Simpson, onde afirma que um exemplo conhecido de alguém que se encaixa no perfil do metrossexual é David Beckam, atleta do Real Madrid, que gosta de passar o dia nas compras, arranjar as unhas, ir ao cabeleireiro ou cuidar do corpo. Após a publicação de tal artigo, a firma Euro RCSG Worldwide adoptou-o numa pesquisa de mercado e o jornal New York Times deu uma grande destaque à metrossexualidade, difundindo amplamente o termo.

Os metrossexuais são conhecidos por não viverem sem a sua marca predilecta de hidratante para a pele, apreciarem um bom vinho, sonharem com o último modelo de carro desportivo e gostarem de comprar peças de design. São simpatizantes da cultura gay mas são heterossexuais. Estes seres vaidosos estão geralmente bem colocados profissionalmente.

metroMais do que uma moda passageira, a presença deste homem está bem viva nos EUA e Europa, tendo o mercado de acessórios masculinos crescido exponencialmente. Marcas como Gucci, Giorgio Armani, Prada ou Versace têm colocado cada vez mais artigos à disposição dos seus clientes. Por outro lado, a marca de sapatos de design italiano Tod's tem-se dedicado a modelos feitos à mão para este nicho de mercado, podendo atingir um par de sapatos valores como 350 euros.

O aparecimento recente deste termo está ligado à alteração de comportamento do sexo masculino no final do eéculo XX. Tal como as mulheres, os homens começaram a folhear as revistas masculinas para saberem o que está out e o que está in. Deixaram de cortar o cabelo no barbeiro e passaram a frequentar com mais assiduidade os institutos de beleza. Têm cuidados com a sua pele e sentem-se menos embaraçados para entrarem numa perfumaria e adquirirem cosméticos para si. Nos anos 70, apenas os homossexuais masculinos se preocupavam com tais questões.

ps: este texto foi escrito para a wikipedia portuguesa após ter tido contacto com o termo numa publicidade a uma britcom de 1999 com 6 episódios, intitulada Metrosexuality - Metrossexual Como Eu, na tradução portuguesa -, a qual foi transmitida em Portugal no canal por cabo SIC Radical, em 2004.


Posted at 20:39 by enanenes
Make a comment  




27.8.05
EGL

Elegant Gothic Lolita? EGL? Se estes termos não lhe são familiares ou fica desconfiado(a) sobre o que significa, dando-lhe eventualmente alguma conotação pornográfica ou afim, é o leitor ideal, pois quando terminar de ler este pequeno texto será um(a) especialista sobre o assunto ;)

Num recente evento na cidade invicta dedicado a manga e anime, algumas das participantes distinguiam-se pelos seus trajes. Quem as via, provavelmente julgava tratar-se de cosplay. Cosplay? Também não conhece o significado? Então, vamos por partes. Cosplay é a junção de duas palavras inglesas: costume + play. Começou por ser uma subcultura japonesa, caracterizada por os seus adeptos fantasiarem-se de personagens de manga, anime e videojogos, embora também o fizessem, em menor grau, quanto séries de tv, filmes ou bandas de música pop japonesas. Entretanto, o cosplay internacionalizou-se e presentemente significa apenas o usar uma fantasia, sendo algo frequente nos festivais e convenções de banda desenhada, anime e ficção científica, entre outros, um pouco por tudo o mundo.

Mas não, não se tratava de cosplay, mas sim de EGL. E afinal o que é o EGL? Trata-se de uma subcultura japonesa, usada por adolescentes e jovens mulheres (o correspondente masculino é o EGA: Elegant Gothic Aristocrat), enfatizando um estilo vitoriano (gothic) de uma boneca de porcenala ou de uma criança daquela época (lolita). Tendo surgido entre 1997 e 1998, alguns autores acreditam ser uma reacção à subcultura kogal (mini-saia, botas de salto plataforma, muita maquilhagem, cabelo pintado - normalmente, louro -, bronzeado artificial e acessórios de designer). E não, EGL não é o paralelo da cultura gótica ocidental no Japão (onde essa subcultura também existe, embora não seja proeminente).

O EGL foi influenciado e popularizado pela imagem das bandas femininas de Visual Kei (VK). VK? OK, eu explico. VK é um ramo do J-Rock (rock japonês), caracterizado não pelo estilo de música mas pelas elaboradas roupas dos músicos. Entre eles, distingue-se Mana (inicialmente na banda Malice Mizer e agora no seu projecto a solo Moi Dix Mois), a qual criou a sua própria etiqueta (Moi-même-Moitiê).

O EGL caracteriza-se por uma combinação de preto com branco (usualmente rendas), decorada com laços e fitas. Blusas rendadas, saias pelo joelho e com crinolina, meias longas e sapatos com salto plataforma ou estilo boneca completam a vestimenta. Os acessórios incluem aventais do estilo Alice no País das Maravilhas, pequenos chapéus, e vários objectos em renda (guarda-chuvas, luvas, faixas para o cabelo). O cabelo imita o das bonecas de porcelana, sendo normalmente o natural preto, mas podendo assumir outros tons (castanho, vermelho e, raramente, o louro). A maquilhagem é utilizada moderadamente, centrando-se no eyeliner negro e pele pálida, embora se possa vislumbrar batom vermelho, negro ou azul (mas o mais comum são os tons claros). Bolsas (por vezes decoradas com morcegos, caixões e crucifixos), caixas de chapéus ou ursinhos de pelúcia góticos são também frequentemente vistos a acompanhar as EGL.

Embora este estilo seja normalmente utilizado em ocasiões especiais e aos fins-de-semana, os adeptos mais fervorosos utilizam-no diariamente, inclusivamente no emprego.

Aos poucos, este estilo tem-se internacionalizado, já se encontrando tal em convenções na Europa, EUA ou Brasil. Eu é que, pelos vistos, andava distraído...

ps: este texto foi escrito especialmente para ser publicado no PdUBT por comemoração do seu 4º aniversário.

Posted at 19:39 by enanenes
Make a comment  




26.8.05
Explanações dispensáveis e eventualmente autodirigidas





CULTura PoP ir-se-á tornar no armazém dos textos descatalogados que fui escrevendo e não agrupo em nenhum outro local sob a etiqueta de Literatura, B.D., Música, Cinema, Séries de TV ou outros que tais.




E é tudo!

Posted at 11:30 by enanenes
Make a comment  




 



   





 
<< June 2017 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03
04 05 06 07 08 09 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30

navegue na
CULTura PoP


Outros Blogs:
Banda Desenhada
Cinema
Séries de TV

Visitantes:





 
Contact Me

If you want to be updated on this weblog Enter your email here:




rss feed